Existe um manto de complexidade que envolve assuntos relacionados à fluxo de caixa, o que tem atrapalhado o entendimento e a atividade de muitos empreendedores iniciantes, afinal, todos sabem a importância de ter um fluxo de caixa eficiente. Nesse artigo, buscamos desvendar da forma mais simples possível tudo sobre fluxo de caixa!

Brevemente falando, fluxo de caixa é uma forma de controlar e acompanhar toda a movimentação financeira em um determinado período de tempo, contemplando entradas e saídas de capital com os devidos registros de verificação e análise.

A partir desse levantamento de informações de entradas e saídas de capital, tem início a gestão financeira baseada nos dados expostos, a partir dela, o empreendedor tem os subsídios e fatos necessários para tomar decisões importantes, isso acontece porque, ao realizar o fluxo de caixa, ele detém a informação sobre faturamento e receitas.

Exemplo:

Situação: Você investiu em uma campanha de marketing para o seu negócio em uma determinada semana, fez todas as anotações sobre entrada e saída de capital, e, ao final dessa semana, percebeu que vendeu 30% a mais do que o previsto, atingindo um faturamento de R$80.000,00.

Verificação do fluxo de caixa: realizando um comparativo das informações do seu fluxo de caixa, você percebeu que, somando todos os gastos da campanha de marketing, você obteve um custo de R$73.000,00.

Saldo: o fluxo de caixa te fez perceber que a sua estratégia de marketing não obteve um resultado tão bom assim, visto que o lucro foi de apenas R$7.000,00.

A situação descrita nesse exemplo é cenário real de muitos empreendedores atualmente. Muito é investido em campanhas de marketing e divulgação, e de fato, as vendas acabam subindo e o negócio tem um movimento acima do normal, com ótima saída de mercadorias, no entanto, a euforia inicial pelo crescimento das vendas acaba mascarando o valor e tempo investido em tais campanhas.

Esses dados são fundamentais para que você crie comparações reais e consiga medir o retorno sobre o investimento feito, principalmente tratando-se de campanhas e eventos de divulgação.

O que é fluxo de caixa projetado?

O fluxo de caixa projetado nada mais é do que aproveitar o melhor das informações do seu fluxo de caixa para criar projeções futuras, ou seja, a partir dos lançamentos realizados, o empreendedor além de conhecer as entradas e saídas de capital, ainda pode criar uma projeção futura e planejar ações para o seu negócio com base nos resultados apresentados no fluxo de caixa projetado.

Esse modelo é muito utilizado por empreendedores, por quê:
• Evita surpresas – com uma projeção bem-feita, você pode evitar surpresas negativas, ou seja, se através da projeção do fluxo de caixa você percebe que em determinado mês terá custos adicionais, começa a preparar uma solução ou uma estratégia para que o seu negócio não sofra impactos negativos.

• Permite o planejamento de ações futuras – sabendo como estará seu fluxo de caixa no futuro, você pode começar a preparar as ações dos próximos meses baseado em números reais, ou seja, não gastará mais do que deve e pode traçar suas estratégias de acordo com a situação real do seu negócio.

• Projeção – você poderá criar projeções assertivas para o seu negócio, considerando crescimento e expansão. Os números apontados na projeção de fluxo de caixa lhe ajudarão a projetar o futuro do seu negócio sem fugir da realidade, e principalmente, evitando que você tenha problemas financeiros.

Ou seja, utilizar a projeção de fluxo de caixa é utilizar-se de números e dados reais para construir uma visão do futuro. Essa projeção nem sempre é fácil de ser construída, mas existem alguns elementos que podem ajudá-lo:

• Gráficos
• Materiais sobre contabilidade e gestão
• Comparativos reais entre meses
• Planejamento financeiro

E para planejamentos e projeções a longo prazo?

A longo prazo, entendemos projeções de 2 a 5 anos. Esse fluxo mede a capacidade de geração e capital a longo prazo, ou seja, indica o saldo resultado da comparação entre despesas e lucro.
Na prática, esse planejamento a longo prazo pode ser chamado de fluxo de caixa livre, o que permite ao empreendedor fazer projeções num prazo mais longo utilizando dados atuais, frutos de balanços realizados a partir de comparações entre entrada e saída de capital.

Esse tipo de planejamento é ideal para empreendedores que pretendem ou almejam que seu negócio cresça e se expanda acompanhando o passar dos anos. O que normalmente acontece nesse tipo de fluxo de caixa é que as projeções são sempre alteradas com o passar do tempo, veja um exemplo:

Através de análises de fluxos de entrada e saída de capital, contando com a projeção de fluxos de caixa, você percebeu que, em um prazo de 2 anos, sua empresa terá:

• 10 funcionários a mais
• 3 novas áreas
• 200 novos clientes
• Aumento de R$100.000,00 no faturamento

Com esses dados em mãos é possível fazer um planejamento mais assertivo para alocar os novos funcionários, novas áreas e estratégias para obtenção de novos clientes. Porém, 1 ano após essa primeira projeção, você revisita os números e percebe que essa projeção a longo prazo não está mais de acordo com a realidade mostrada pelos números, então, surge a necessidade de refazer esse planejamento, adequando-o a realidade atual do seu negócio.

Por isso, nos planejamentos a longo prazo, é importante ter ciência que o mercado está em constante transformação e que os fatores externos estão diretamente ligados ao crescimento do seu negócio, seja no âmbito positivo ou negativo, dessa forma, é importante que você como empreendedor sempre revisite seus números e faça um comparativo com a realidade atual do seu negócio, adequando as projeções e traçando novas estratégias que façam mais sentido.

Dicas importantes para a realização do fluxo de caixa

• Organize as informações – considerando a realidade de um empreendimento, sabemos que existem diversos tipos de entradas e saídas de capital, por isso, é importante que você mantenha as informações organizadas e distribuídas de acordo com as suas categorias, porque considerando um longo de período de tempo, ficaria praticamente impossível localizar números específicos, por isso, organize as informações e distribuas de acordo com as suas categorias pertencentes.

• Atualize o fluxo de caixa constantemente – é importante que exista uma constância na alimentação do fluxo de caixa, ou seja, que todos os dados sejam armazenados e descritos de forma correta, caso isso não aconteça, seu fluxo de caixa perderá completamente o efeito. Crie a rotina de armazenar e categorizar toda e qualquer informação financeira do seu negócio.

• Planeje e projete – com os diferentes fluxos de caixa que falamos acima, é importante que você planeje a curto e longo prazo, sempre preparando seu negócio de acordo com as projeções e fatos apontados pelos números descritos no fluxo de caixa. Adapte as estratégias e a realidade atual do seu negócio para obter sucesso.

Para você que está começando agora o seu negócio, é importante implantar o fluxo de caixa como parte da sua gestão financeira. Esse artigo buscou informar de forma simples e prática como isso é possível, afinal, nosso objetivo é facilitar a sua gestão e administração, de forma que, analisar os números do seu negócio deixe de ser um desafio e passe a ser um gerador de oportunidades!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here